Débora Falabella optou não falar da separação por respeito e sanidade

25/08/2019 10h54

Débora Falabella optou não falar da separação por respeito e sanidade.
Imagem: Gil InoueClique para ampliarDébora Falabella: Adorei fazer 40 anos, foi muito simbólico.(Imagem:Gil Inoue)
Em cartaz no teatro com a peça “Neste mundo louco, nesta noite brilhante”, da sua companhia, o Grupo 3, e no ar na Globoplay com a série “Aruanas”, Débora Falabella falou com exclusividade à revista ELA, sobre a recente separação do ator Murilo Benício, a educação da filha Nina, de 10 anos, do casamento com o músico Chuck Hipolitho, e a depressão.

Engajada na luta pela preservação da Amazônia desde que interpretou uma jornalista na série sobre meio-ambiente, Débora acredita que a arte é instrumento de ativismo, e deve estar acima da vida pessoal de quem trabalha com ela. Por isso não gosta quando o assunto é a recente separação. “O que a gente realmente quer é a arte como engajamento e instrumento de ativismo”, explica. “Na minha separação, a maneira que achei de ter respeito, sanidade e conseguir manter as coisas tranquilas foi não falar sobre isso.”

Com 40 anos recém-completados, a atriz acredita estar vivendo um de seus melhores momentos, pessoal e profissionalmente. “Adorei fazer 40 foi muito simbólico”, diz. “É uma idade em que, hoje, estamos muito fortes. Sou de uma geração que conseguiu pegar carona nessa última onda feminista e se fortalecer como mulher”.

Na entrevista completa, Débora falou sobre os 20 anos de carreira, e a educação da filha: “Ela é comunmente confundida com menino”, conta. LEIA AQUI.
Imagem: Gil InoueClique para ampliarDébora Falabella: Adorei fazer 40 anos, foi muito simbólico.(Imagem:Gil Inoue)
Em cartaz no teatro com a peça “Neste mundo louco, nesta noite brilhante”, da sua companhia, o Grupo 3, e no ar na Globoplay com a série “Aruanas”, Débora Falabella falou com exclusividade à revista ELA, sobre a recente separação do ator Murilo Benício, a educação da filha Nina, de 10 anos, do casamento com o músico Chuck Hipolitho, e a depressão.

Engajada na luta pela preservação da Amazônia desde que interpretou uma jornalista na série sobre meio-ambiente, Débora acredita que a arte é instrumento de ativismo, e deve estar acima da vida pessoal de quem trabalha com ela. Por isso não gosta quando o assunto é a recente separação. “O que a gente realmente quer é a arte como engajamento e instrumento de ativismo”, explica. “Na minha separação, a maneira que achei de ter respeito, sanidade e conseguir manter as coisas tranquilas foi não falar sobre isso.”

Com 40 anos recém-completados, a atriz acredita estar vivendo um de seus melhores momentos, pessoal e profissionalmente. “Adorei fazer 40 foi muito simbólico”, diz. “É uma idade em que, hoje, estamos muito fortes. Sou de uma geração que conseguiu pegar carona nessa última onda feminista e se fortalecer como mulher”.

Na entrevista completa, Débora falou sobre os 20 anos de carreira, e a educação da filha: “Ela é comunmente confundida com menino”, conta. LEIA AQUI.

Fonte Extra

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: anos, separação, débora