Cambaleante

27/11/2019 10h47


Fonte Joel Marinho

Conforme venci, fui errando,
Conforme fui errando venci!
Não, a vida não é um trocadilho,
Mas erra quem põe tudo ao pé da letra
Os pés das letras se equilibram numa linha
Mas quando ao caderno se alinham
Formam ilustríssimas poesias.
Como? A vida não tem linha?
Sim, tem linha!
Ando entre erros e os acertos,
Cambaleio trôpego, bêbado,
E assim vou vencendo os meus medos
Tentando me achar pelo caminho.



Tópicos: caminho, linha, vida