Marginalização

04/10/2019 10h55

Marginalização.
Entre a corrupção instituída, a hipocrisia maqueada, a prostituição declarada e as pétalas de flores petrificadas, fique com a poesia contida na opção derradeira.

Com seus olhos flamejantes de águia, perante os fatos e paisagens cotidianas, todo poeta é um marginal amaldiçoado pela falsa ternura dos semblantes.

Expondo as verdades não declaradas, para o poeta, não há bondade filiada ao paternalismo; ou matriarcado.



Entre a corrupção instituída, a hipocrisia maqueada, a prostituição declarada e as pétalas de flores petrificadas, fique com a poesia contida na opção derradeira.

Com seus olhos flamejantes de águia, perante os fatos e paisagens cotidianas, todo poeta é um marginal amaldiçoado pela falsa ternura dos semblantes.

Expondo as verdades não declaradas, para o poeta, não há bondade filiada ao paternalismo; ou matriarcado.




Fonte Mutável Gambiarreiro

Tópicos: declaradas, poeta, verdades