Minha rua

19/08/2019 10h14

Minha rua.
Procura poeta
A tua rua de outrora
Não chora
De saudade e de dor
Para onde foram os seus amigos
Você também de lá se mudou

Não tem mais serenata
Ninguém sentado na calçada
Cadê a tua casa?
Nada mais resta
Só a lembrança ficou

A cidade
As ruas
Tudo está mudando
Até o mercado
O visual melhorou

Sei que é a modernidade chegando
Mas não precisa apagar nossos sonhos
Tudo que vivemos
Parece não ter valor

Hoje poeta
A rua está deserta
Mas ela está em festa
Você a visitou

Poeta
Abra os braços
Grite bem alto
Que em cada canto e pedaço
Que o progresso modificou
Não apagou da lembrança
Os momentos felizes
Que ela lhe proporcionou

Procura poeta
A tua rua de outrora
Não chora
De saudade e de dor
Para onde foram os seus amigos
Você também de lá se mudou

Não tem mais serenata
Ninguém sentado na calçada
Cadê a tua casa?
Nada mais resta
Só a lembrança ficou

A cidade
As ruas
Tudo está mudando
Até o mercado
O visual melhorou

Sei que é a modernidade chegando
Mas não precisa apagar nossos sonhos
Tudo que vivemos
Parece não ter valor

Hoje poeta
A rua está deserta
Mas ela está em festa
Você a visitou

Poeta
Abra os braços
Grite bem alto
Que em cada canto e pedaço
Que o progresso modificou
Não apagou da lembrança
Os momentos felizes
Que ela lhe proporcionou


Fonte José Paraguassú

Tópicos: apagou, poeta, rua