Soneto

07/11/2019 10h38


Fonte Poeta Agostinho

Não busco torpor
Nem a displicência
Com muita decência
Eu sou trovador

Eu canto com amor
A nossa insciência
Pois a consciência
Me fez bom senhor

Meu caráter lírico
Me fez ser satírico
E bardo sensível

A minha linhagem
Detesta a miragem
De quem não tem nível

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Tópicos: amor, linhagem, soneto