Com 1ª vitória, Timon-PI alcança patamar curioso: time de pior defesa é líder em gols marcados

18/02/2020 15h21


Fonte globoesporte.com/pi

Imagem: Renan MoraisSoberano sofre 13º gol no estadual, mas vê setor retaguarda liderar finalizações no fundo das redes em início irregular de temporada.(Imagem:Renan Morais)Soberano sofre 13º gol no estadual, mas vê setor retaguarda liderar finalizações no fundo das redes em início irregular de temporada.

A vitória do Timon-PI por 3 a 1 sobre o Piauí apimentou a briga direta com o Enxuga Rato para fugir da parte de baixo da tabela do Campeonato Piauiense. E o triunfo ajudou a revelar ao público uma curiosa carta do baralho de clubes do estadual: o Soberano é dono do melhor ataque (ao lado de Picos e Altos com oito gols marcados) detendo ao mesmo tempo a marca de pior defesa, com 13 sofridos. Duas realidades paralelas de um time que amarga uma vaga no Z-2, a zona de rebaixamento da competição.

Para construir um dos ataques mais positivos do Piauiense até agora, o Timon-PI ganhou uma ajuda e tanto dos zagueiros. Tonhão, artilheiro da equipe no estadual, marcou três vezes e, ao lado de Natan, anotou 50% dos gols oficiais da Águia na temporada. Os outros quatro gols foram assinados por Denis (atacante), Fernandinho (atacante), Matheus Estevão (volante) e Gleyson (atacante).

- Eu falei para o professor que venho sempre batendo pênalti (no 3 a 1 sobre o Piauí). Tem outros batedores, mas o professor me deu essa prioridade. Chutei, o goleiro defendeu, mas eu fiz com o rebote. Agradeci a torcida e saímos com os três pontos – destacou o artilheiro Tonhão após a vitória sobre o Piauí.

O desempenho positivo diante do Enxuga Rato injetou no Timon-PI uma enorme dose de esperança na luta para fugir do rebaixamento. A matemática de pontos aliada aos números favoráveis em campo têm se tornado ponto de apoio para Luís Miguel liderar a reação soberana na tabela.

- A gente não era o pior time do mundo na quarta-feira, e, agora, não é o melhor do mundo. Tem que ser um equilíbrio. Hoje entregamos a lanterna e nos igualamos ao Flamengo-PI, que era nosso objetivo. Temos agora oito jogos, oito finais pela frente para somarmos pelo menos mais nove pontos para não sermos rebaixados – destacou o treinador português.

Resta apenas mais um jogo para o Timon-PI encerrar o primeiro turno do Piauiense – pega o 4 de Julho, dia 26 de fevereiro, na Arena Ytacoatiara, em Piripiri, em duelo adiado da 4ª rodada. Com os mesmos quatro pontos do Flamengo-PI, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, o Soberano pode terminar a primeira perna do estadual fora do Z-2.

Veja mais notícias sobre Esportes, clique em florianonews.com/esportes

Tópicos: pontos, timon, rebaixamento