Morador de rua no Distrito Federal procura por família em Floriano

12/07/2019 15h14

Morador de rua no Distrito Federal procura por família em Floriano.
O morador de rua Vinícius Carvalho foi resgatado por voluntários de um projeto social em Brasília, no Distrito Federal. Ele contou que está em busca de sua família que mora no município de Floriano.

O projeto “Só Gratidão” auxilia moradores em situação de rua, asilos e orfanatos na região. Os voluntários encontraram Vinícius, que contou ter 24 anos de idade, em uma praça de um hospital que fica na Região da Planaltina.
Imagem: DivulgaçãoVinícius Carvalho(Imagem:Divulgação)Vinícius Carvalho

“Ele não tinha nem coberta para ficar na rua, ele explicou que a família dele era de Floriano-PI e queria voltar para família, mas não tinha contatos, não tinha um número de ninguém”,
explicou Letícia, uma das integrantes do grupo.

Para qualquer informação sobre Vinícius, os voluntários do projeto informaram que a pessoa pode entrar em contato pelo número (61) 9 9437-2676. “Nós queríamos pelo menos encontrar a família dele, que aí damos um jeito, fazemos uma vaquinha para comprar a passagem dele”, concluiu.
O morador de rua Vinícius Carvalho foi resgatado por voluntários de um projeto social em Brasília, no Distrito Federal. Ele contou que está em busca de sua família que mora no município de Floriano.

O projeto “Só Gratidão” auxilia moradores em situação de rua, asilos e orfanatos na região. Os voluntários encontraram Vinícius, que contou ter 24 anos de idade, em uma praça de um hospital que fica na Região da Planaltina.
Imagem: DivulgaçãoVinícius Carvalho(Imagem:Divulgação)Vinícius Carvalho

“Ele não tinha nem coberta para ficar na rua, ele explicou que a família dele era de Floriano-PI e queria voltar para família, mas não tinha contatos, não tinha um número de ninguém”,
explicou Letícia, uma das integrantes do grupo.

Para qualquer informação sobre Vinícius, os voluntários do projeto informaram que a pessoa pode entrar em contato pelo número (61) 9 9437-2676. “Nós queríamos pelo menos encontrar a família dele, que aí damos um jeito, fazemos uma vaquinha para comprar a passagem dele”, concluiu.

Fonte GP1

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook