SEMAN apresenta ações desenvolvidas na campanha de combate às queimadas em Floriano

11/09/2019 14h35

SEMAN apresenta ações desenvolvidas na campanha de combate às queimadas em Floriano.
A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais de Floriano, realizou na manhã desta segunda-feira (9), uma reunião de apresentação das ações desenvolvidas pelo Município e esclarecimento das sanções e leis ambientais, relacionadas às queimadas e incêndios.

A ocasião, aberta à população, buscou reunir os proprietários de terrenos baldios, membros do poder público municipal e autoridades importantes para discutir medidas para conscientização, bem como apresentar o trabalho desenvolvido ao longo deste período. Dentre os presentes estavam, Arimateia Dourado, promotor do Ministério Público do Estado do Piauí; Lucas Xavier, subcomandante do Corpo de Bombeiros; Pedro Antônio, representante do PREVFOGO Ibama; Leonardo Cabelo, presidente do Rotary Club de Floriano; Rosângela Gomes, representante do Conselho do Meio Ambiente; Josino Vieira, presidente da FEBAPI, além de membros do Conselho Municipal de Segurança, OAB, SICOMFLOR, COSANF e Defesa Civil.
Imagem: SecomSEMAN apresenta ações desenvolvidas na campanha de combate às queimadas em Floriano.(Imagem:Secom)

Desde o início de junho, a SEMAN vem mobilizando a campanha “B-R-O BRÓ sem queimadas e incêndios” de prevenção e combate a estes crimes ambientais na região, uma vez que o índice de ocorrências é bem maior neste período do ano em que a umidade relativa do ar é mais baixa. Segundo o subcomandante do Corpo de Bombeiros, Lucas Xavier, o número de ocorrências só entre os meses de junho, julho e agosto deste ano, foram de 178 atendimentos o que corresponde a 15% a mais do número total de atendimentos em 2018, que totalizou 156 atendimentos entre julho e dezembro.

“Além dos fatores climáticos, a falta de consciência é um das principais causas no nosso município, que acabam gerando esse desrespeito com a saúde da população. Isso é crime! A pena de reclusão é de 3 a 6 anos. É necessário que, além de intensificar as ações de educação ambiental, os principais culpados sejam responsabilizados”,
afirmou Lucas.

A secretária de Meio Ambiente, Manuela Simplício, destacou que o grande número dos terrenos baldios, que totalizam 1.012, são um dos principais problemas enfrentados no município.

“Das ocorrências que o Corpo de Bombeiros atenderam, 96 foram em terrenos baldios. Ou seja, 54% dos focos de incêndios e queimadas, são ocasionados pela falta de limpeza dos terrenos baldios. O problema se estende mais ainda porque isso também ocorre na zona rural, principalmente nas comunidades Sapé, Retiro e Novo Santo Antônio”, disse.
Imagem: SecomManuela Simplício(Imagem:Secom)Manuela Simplício

Manuela afirmou ainda que a SEMAN tem trabalhado de forma intensiva notificando os proprietários de terrenos baldios, realizando atividades de educação ambiental nas escolas, mobilizando a campanha nas mídias sociais, dentre outras.

“O Código de Postura do Município impõe que é obrigatório por parte dos proprietários manter limpos, drenados, capinados e murados os terrenos não edificados. Então na última quarta-feira, nós lançamos uma notificação pública reforçando o que está previsto na Lei.”


A campanha do B-R-O BRÓ sem queimadas e incêndios segue até o fim do ano. Segundo Manuela, neste mês de setembro, a SEMAN intensificará ações de prevenção e combate nos bairros de Floriano.
A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais de Floriano, realizou na manhã desta segunda-feira (9), uma reunião de apresentação das ações desenvolvidas pelo Município e esclarecimento das sanções e leis ambientais, relacionadas às queimadas e incêndios.

A ocasião, aberta à população, buscou reunir os proprietários de terrenos baldios, membros do poder público municipal e autoridades importantes para discutir medidas para conscientização, bem como apresentar o trabalho desenvolvido ao longo deste período. Dentre os presentes estavam, Arimateia Dourado, promotor do Ministério Público do Estado do Piauí; Lucas Xavier, subcomandante do Corpo de Bombeiros; Pedro Antônio, representante do PREVFOGO Ibama; Leonardo Cabelo, presidente do Rotary Club de Floriano; Rosângela Gomes, representante do Conselho do Meio Ambiente; Josino Vieira, presidente da FEBAPI, além de membros do Conselho Municipal de Segurança, OAB, SICOMFLOR, COSANF e Defesa Civil.
Imagem: SecomSEMAN apresenta ações desenvolvidas na campanha de combate às queimadas em Floriano.(Imagem:Secom)

Desde o início de junho, a SEMAN vem mobilizando a campanha “B-R-O BRÓ sem queimadas e incêndios” de prevenção e combate a estes crimes ambientais na região, uma vez que o índice de ocorrências é bem maior neste período do ano em que a umidade relativa do ar é mais baixa. Segundo o subcomandante do Corpo de Bombeiros, Lucas Xavier, o número de ocorrências só entre os meses de junho, julho e agosto deste ano, foram de 178 atendimentos o que corresponde a 15% a mais do número total de atendimentos em 2018, que totalizou 156 atendimentos entre julho e dezembro.

“Além dos fatores climáticos, a falta de consciência é um das principais causas no nosso município, que acabam gerando esse desrespeito com a saúde da população. Isso é crime! A pena de reclusão é de 3 a 6 anos. É necessário que, além de intensificar as ações de educação ambiental, os principais culpados sejam responsabilizados”,
afirmou Lucas.

A secretária de Meio Ambiente, Manuela Simplício, destacou que o grande número dos terrenos baldios, que totalizam 1.012, são um dos principais problemas enfrentados no município.

“Das ocorrências que o Corpo de Bombeiros atenderam, 96 foram em terrenos baldios. Ou seja, 54% dos focos de incêndios e queimadas, são ocasionados pela falta de limpeza dos terrenos baldios. O problema se estende mais ainda porque isso também ocorre na zona rural, principalmente nas comunidades Sapé, Retiro e Novo Santo Antônio”, disse.
Imagem: SecomManuela Simplício(Imagem:Secom)Manuela Simplício

Manuela afirmou ainda que a SEMAN tem trabalhado de forma intensiva notificando os proprietários de terrenos baldios, realizando atividades de educação ambiental nas escolas, mobilizando a campanha nas mídias sociais, dentre outras.

“O Código de Postura do Município impõe que é obrigatório por parte dos proprietários manter limpos, drenados, capinados e murados os terrenos não edificados. Então na última quarta-feira, nós lançamos uma notificação pública reforçando o que está previsto na Lei.”


A campanha do B-R-O BRÓ sem queimadas e incêndios segue até o fim do ano. Segundo Manuela, neste mês de setembro, a SEMAN intensificará ações de prevenção e combate nos bairros de Floriano.

Fonte Secom

Confira as últimas notícias sobre Floriano: florianonews.com/floriano
Siga @florianonews e curta o FlorianoNews