11 de Setembro: homenagens a vítimas marcam 18 anos de atentados nos EUA

11/09/2019 14h45

11 de Setembro: homenagens a vítimas marcam 18 anos de atentados nos EUA.
Imagem: J. David Ake/APma bandeira dos EUA é vista sobre ferragem retorcida restante do ataque terrorista às Torres Gêmeas em 2001, em Jersey City.(Imagem:J. David Ake/AP)Uma bandeira dos EUA é vista sobre ferragem retorcida restante do ataque terrorista às Torres Gêmeas em 2001, em Jersey City.

Cerimônias e homenagens marcam nesta terça-feira (11) os 18 anos do maior ataque terrorista já sofrido pelos EUA. O "Tributo em Luz" iluminou o céu de Manhattan no lugar das Torres Gêmeas desde a noite da véspera, e o presidente Donald Trump participou de momento de silêncio diante da Casa Branca.
Imagem: Evan Vucci/APO presidente e a primeira-dama dos EUA, Donald e Melania Trump, participam de momento de silêncio em memória às vítimas dos atentados terroristas de 11 de Setembro, diante da Casa (Imagem:Evan Vucci/AP)O presidente e a primeira-dama dos EUA, Donald e Melania Trump, participam de momento de silêncio em memória às vítimas dos atentados terroristas de 11 de Setembro, diante da Casa 

Nos ataques de 2001, quatro voos foram sequestrados e usados como armas por terroristas ligados à rede al-Qaeda. Dois aviões se chocaram contra as Torres Gêmeas de Nova York, um se chocou contra a fachada oeste do Pentágono, em Washington, e outro foi jogado contra o solo de um campo vazio de Shanksville, na Pensilvânia.

Os ataques deixaram quase 3 mil mortos, a maioria na área de Manhattan, e levaram a uma longa guerra no Iraque e no Afeganistão, que até hoje são afetados por conflitos violentos. Do total de 2.753 mortos no World Trade Center, 60% tiveram o corpo identificado.
Imagem: Johannes Eisele/AFP"Tribulo em Luz" corta o céu de Manhattan homenageando as vítimas dos atentados de 11 de Setembro na noite de terça-feira (10), véspera dos 18 anos dos ataques.

Imagem: J. David Ake/APma bandeira dos EUA é vista sobre ferragem retorcida restante do ataque terrorista às Torres Gêmeas em 2001, em Jersey City.(Imagem:J. David Ake/AP)Uma bandeira dos EUA é vista sobre ferragem retorcida restante do ataque terrorista às Torres Gêmeas em 2001, em Jersey City.

Cerimônias e homenagens marcam nesta terça-feira (11) os 18 anos do maior ataque terrorista já sofrido pelos EUA. O "Tributo em Luz" iluminou o céu de Manhattan no lugar das Torres Gêmeas desde a noite da véspera, e o presidente Donald Trump participou de momento de silêncio diante da Casa Branca.
Imagem: Evan Vucci/APO presidente e a primeira-dama dos EUA, Donald e Melania Trump, participam de momento de silêncio em memória às vítimas dos atentados terroristas de 11 de Setembro, diante da Casa (Imagem:Evan Vucci/AP)O presidente e a primeira-dama dos EUA, Donald e Melania Trump, participam de momento de silêncio em memória às vítimas dos atentados terroristas de 11 de Setembro, diante da Casa 

Nos ataques de 2001, quatro voos foram sequestrados e usados como armas por terroristas ligados à rede al-Qaeda. Dois aviões se chocaram contra as Torres Gêmeas de Nova York, um se chocou contra a fachada oeste do Pentágono, em Washington, e outro foi jogado contra o solo de um campo vazio de Shanksville, na Pensilvânia.

Os ataques deixaram quase 3 mil mortos, a maioria na área de Manhattan, e levaram a uma longa guerra no Iraque e no Afeganistão, que até hoje são afetados por conflitos violentos. Do total de 2.753 mortos no World Trade Center, 60% tiveram o corpo identificado.
Imagem: Johannes Eisele/AFP"Tribulo em Luz" corta o céu de Manhattan homenageando as vítimas dos atentados de 11 de Setembro na noite de terça-feira (10), véspera dos 18 anos dos ataques.


Fonte G1

Confira as últimas notícias sobre Geral: florianonews.com/geral
Siga @florianonews e curta o FlorianoNews

Tópicos: ataque, torres, terrorista