Diretor de escola é suspeito de abuso sexual contra mais de 10 estudantes

11/07/2019 15h06

Diretor de escola é suspeito de abuso sexual contra mais de 10 estudantes.
Um diretor de uma escola pública é investigado por suposto abuso sexual contra mais de 10 estudantes do sexo masculino na cidade de Batalha ( a 154 km de Teresina).

As vítimas foram ouvidas e deram detalhes do crime. O delegado de Batalha, Denis Sampaio contou que em depoimento alunos relataram que o diretor convidava os adolescentes para saírem, irem em festas e oferecia bebidas alcoólicas.

"A abordagem geralmente era por telefone, fora da escola e alguns dos estudantes confirmaram que era convidado pelo diretor para irem em festas e que a bebida alcoólica era oferecida por ele e todos confirmaram que consumiam a bebida"
, afirmou o delegado Denis Sampaio.

Algumas vítimas informaram a Polícia que o diretor - que também é professor -chegava a prometer dinheiro e pagava lanches.

"São mais de 10 vítimas que saiam para comer pizza, para festas e um deles disse que o diretor convidou para estudar na escola que iria facilitar a aprovação dele",
conta o delegado.

Por ordem judicial, equipamentos como computador e laptop que pertencem ao professor foram apreendidos.

"Estamos esperando o laudo pericial para a conclusão do inquérito",
disse Denis Sampaio.

O professor - que não teve o nome revelado pela Polícia - foi afastado da direção da escola José Rodrigues de Melo, em Cacimba I. Como ele também é professor do município, o prefeito de Batalha também o afastou de suas funções.

O promotor Silas Lopes acompanha o caso e disse que o diretor foi afastado a pedido do Ministério Público.

"O afastamento é para evitar a continuidade do crime",
disse o promotor.

Um diretor de uma escola pública é investigado por suposto abuso sexual contra mais de 10 estudantes do sexo masculino na cidade de Batalha ( a 154 km de Teresina).

As vítimas foram ouvidas e deram detalhes do crime. O delegado de Batalha, Denis Sampaio contou que em depoimento alunos relataram que o diretor convidava os adolescentes para saírem, irem em festas e oferecia bebidas alcoólicas.

"A abordagem geralmente era por telefone, fora da escola e alguns dos estudantes confirmaram que era convidado pelo diretor para irem em festas e que a bebida alcoólica era oferecida por ele e todos confirmaram que consumiam a bebida"
, afirmou o delegado Denis Sampaio.

Algumas vítimas informaram a Polícia que o diretor - que também é professor -chegava a prometer dinheiro e pagava lanches.

"São mais de 10 vítimas que saiam para comer pizza, para festas e um deles disse que o diretor convidou para estudar na escola que iria facilitar a aprovação dele",
conta o delegado.

Por ordem judicial, equipamentos como computador e laptop que pertencem ao professor foram apreendidos.

"Estamos esperando o laudo pericial para a conclusão do inquérito",
disse Denis Sampaio.

O professor - que não teve o nome revelado pela Polícia - foi afastado da direção da escola José Rodrigues de Melo, em Cacimba I. Como ele também é professor do município, o prefeito de Batalha também o afastou de suas funções.

O promotor Silas Lopes acompanha o caso e disse que o diretor foi afastado a pedido do Ministério Público.

"O afastamento é para evitar a continuidade do crime",
disse o promotor.


Fonte Cidadeverde.com

Veja mais notícias sobre Piauí, clique em florianonews.com/piaui

Tópicos: diretor, escola, vítimas