Polícia diz que preso recebeu R$ 40 para fraudar percurso de carro-pipa no Piauí

11/07/2019 14h59

Polícia diz que preso recebeu R$ 40 para fraudar percurso de carro-pipa no Piauí.
Imagem: Divulgação/ Polícia CivilHomem foi preso levando GPS de caminhão-pipa em motocicleta na zona rural de Caridade do Piauí.(Imagem:Divulgação/ Polícia Civil)Homem foi preso levando GPS de caminhão-pipa em motocicleta na zona rural de Caridade do Piauí.

Um homem identificado como Laércio Rodrigues Gomes, de aproximadamente 30 anos, foi preso suspeito de fraudar o registro do GPS (em inglês, Sistema de Posicionamento Global) de um caminhão-pipa na zona rural de Caridade do Piauí. Segundo a Polícia Civil, ele contou que recebeu R$ 40 para realizar a fraude.

Para simular o percurso, ele pôs o aparelho em uma mochila e percorreu a região, para registrar o percurso como se tivesse sido feito pelo caminhão-pipa. O aparelho de GPS é utilizado nos caminhões-pipa para comprovar que o veículo realmente passou pelos locais determinados, e confirmar que o abastecimento de água realmente chegou a quem precisa.

De acordo com o delegado Ramon Brito, da delegacia de Simões, o suspeito foi abordado e preso por policiais militares que faziam rondas na região rural de Caridade do Piauí na última segunda-feira (8). Ele carregava o aparelho GPS em uma mochila.

“Ele transitou com o GPS na zona rural de Caridade, fazendo o trajeto de ida e volta até a cidade de Araripina, no Pernambuco”,
disse o delegado Ramon Brito.

O suspeito não é o dono do caminhão-pipa que deveria carregar o GPS. Em depoimento, ele afirmou à Polícia que recebeu R$ 40 para cometer a fraude. Após ser preso, o suspeito foi autuado pelo crime de estelionato.

Como o Exército é o órgão responsável pela fiscalização do trabalho dos caminhões-pipa, o crime foi praticado contra a administração militar. O flagrante foi encaminhado para a circunscrição militar em Fortaleza, no Ceará. O suspeito foi posto em liberdade provisória.

Ainda segundo o delegado, investigadores do Exército devem prosseguir com as investigações para tentar chegar a quem seria o proprietário do caminhão-pipa que deveria carregar o GPS.

Imagem: Divulgação/ Polícia CivilHomem foi preso levando GPS de caminhão-pipa em motocicleta na zona rural de Caridade do Piauí.(Imagem:Divulgação/ Polícia Civil)Homem foi preso levando GPS de caminhão-pipa em motocicleta na zona rural de Caridade do Piauí.

Um homem identificado como Laércio Rodrigues Gomes, de aproximadamente 30 anos, foi preso suspeito de fraudar o registro do GPS (em inglês, Sistema de Posicionamento Global) de um caminhão-pipa na zona rural de Caridade do Piauí. Segundo a Polícia Civil, ele contou que recebeu R$ 40 para realizar a fraude.

Para simular o percurso, ele pôs o aparelho em uma mochila e percorreu a região, para registrar o percurso como se tivesse sido feito pelo caminhão-pipa. O aparelho de GPS é utilizado nos caminhões-pipa para comprovar que o veículo realmente passou pelos locais determinados, e confirmar que o abastecimento de água realmente chegou a quem precisa.

De acordo com o delegado Ramon Brito, da delegacia de Simões, o suspeito foi abordado e preso por policiais militares que faziam rondas na região rural de Caridade do Piauí na última segunda-feira (8). Ele carregava o aparelho GPS em uma mochila.

“Ele transitou com o GPS na zona rural de Caridade, fazendo o trajeto de ida e volta até a cidade de Araripina, no Pernambuco”,
disse o delegado Ramon Brito.

O suspeito não é o dono do caminhão-pipa que deveria carregar o GPS. Em depoimento, ele afirmou à Polícia que recebeu R$ 40 para cometer a fraude. Após ser preso, o suspeito foi autuado pelo crime de estelionato.

Como o Exército é o órgão responsável pela fiscalização do trabalho dos caminhões-pipa, o crime foi praticado contra a administração militar. O flagrante foi encaminhado para a circunscrição militar em Fortaleza, no Ceará. O suspeito foi posto em liberdade provisória.

Ainda segundo o delegado, investigadores do Exército devem prosseguir com as investigações para tentar chegar a quem seria o proprietário do caminhão-pipa que deveria carregar o GPS.


Fonte G1 PI

Veja mais notícias sobre Piauí, clique em florianonews.com/piaui

Tópicos: delegado, suspeito, pipa